Você conhece NPV, IRR e ERR?

TIR

Fonte: Apostila Prof. Domenico Mariano – Finanças e Controladoria III

“Vamos imaginar que você necessite reformar seu negócio para aumentar as vendas. Quanto você deveria investir do seu bolso ou financiar com terceiros? Esse valor investido seria remunerado pelo seu negócio, após a reforma, a uma taxa correta? E se fosse uma renegociação contratual com seu franqueador e ele estivesse lhe oferecendo um financiamento próprio? Esse valor oferecido seria justo ou seu negócio valeria mais do que essa oferta? Esse dinheiro deveria ser tomado com o franqueador ou melhor usar o banco?

Uma das respostas para tais dúvidas está na utilização do cálculo do Valor Presente Líquido (VPL), ou Net Present Value (NPV), poderoso instrumento que reflete o valor das diferenças entre os fluxos de caixa resultantes dos lucros ou prejuízos futuros do negócio, descontados a valor presente a uma Taxa Mínima de Atratividade do mercado (TMA), também chamada de Custo de Oportunidade. O dinheiro colocado no negócio deverá render mais do que esse custo, que seria o equivalente ao de uma aplicação financeira ou ao mínimo arbitrado pelo investidor para remunerar seu capital”, explica Rodrigo Presser da Silva, com experiência acumulada em 13 anos de trabalho prestado à Esso Brasileira de Petróleo Ltda.

“Cálculos assim são analisados em função das projeções de receita bruta e líquida, custos fixos e variável, capital de giro, empréstimos, dentre outros, cujas mesmas, descontadas à TMA, gerarão um valor presente maior, menor ou igual ao valor investido.

Caso seja maior, dizemos que o projeto é bom; caso seja menor, dizemos que é ruim e caso seja igual, dizemos que é igual ao do custo de oportunidade.

E a Internal Rate of Return (IRR), ou Taxa Interna de Retorno (TIR)? Trata-se da taxa de desconto que iguala, em um único momento, os fluxos de entrada e de saída de caixa, ou seja, é a taxa que produz um NPV igual a zero. No entanto, tal taxa só poderá ser utilizada para fluxos de caixa convencionais, onde há apenas uma inversão de sinal ao longo do período. Caso haja mais de uma inversão, essa taxa gerará valores distorcidos, e deverá ser substituída pelaExternal Rate of Return (ERR), ou Taxa Externa de Retorno (TER), que proporcionará os valores corretos.

Da mesma forma que antes, diz-se que o negócio é atraente quando ele produz uma TIR / TER maior do que a TMA, e diz-se que não é atraente quando produz uma TIR / TER menor”.