Realização de Orçamentos

Sair de uma empresa que paga em dia e iniciar a vida por conta própria não é uma tarefa fácil, pois o salário fixo mensal permite ao funcionário relaxar mais com os gastos futuros, já que terá o valor “X” todo mês depositado na conta.

Mas, e quando não há essa garantia fixa de recebimentos mensais? Por experiência própria, digo que o PLANEJAMENTO é a maior de todas as armas para GARANTIR FLUXOS DE CAIXA FUTUROS com maior superávit.

Em meu fluxo de caixa mensal, lanço todas as minhas receitas e despesas de forma parecida com um DRE, orçando os meses seguintes baseando-me no passado. É uma EXCELENTE AÇÃO! Faço isso há 10 anos. E, em sua empresa, você utiliza essa prática? Caso não, por quê?

Conforme José Carlos Sardinha, PhD em finanças, professor renomado na UCAM/RJ e FGV e um mestre na arte de ensinar, em uma organização racional, os objetivos serão atingidos do melhor modo possível se você puder prever que ações deverão ser empreendidas e quanto deverá ser gasto para realizar essas tarefas.

O fato é que a elaboração de um orçamento trimestral ou semestral permitirá que você visualize o futuro e adeque as compras e as despesas à previsão das vendas. Em casos de sazonalidade, com conseqüente aumento da necessidade de capital de giro, a defasagem entre o recebimento de caixa e o desembolso do mesmo será inevitável. Nesse momento, um orçamento previamente elaborado permitirá que você se programe por completo, buscando recursos financeiros, caso o caixa não venha a sustentar esse cenário.

Fonte: Apostila Prof. José Carlos Sardinha – Orçamento e Controle

E como elaborar um orçamento? Em um primeiro momento pode parecer complicado, mas não é, desde que se tenha conhecimento e informação coerentes.

Faça sua previsão de vendas e de recebimento, estabeleça a política de preços (conforme as margens brutas atuais), de caixa, de estoques e de pagamento das compras, preveja os investimentos, estime as despesas operacionais e orce!

Um orçamento bem feito lhe dará exatamente o balanço patrimonial, fluxo de caixa, DRE e mutações do patrimônio líquido do período. Essa análise será PRIMORDIAL para seu negócio, permitindo visualizações ótimas para suas tomadas de decisão.

Ao final, você terá excelentes informações que servirão de base para o relatório de desempenho, que comparará os resultados obtidos com o planejado. Essa comparação garantirá os ajustes necessários para o próximo período.

Lembre-se: se você enxergar seu negócio antecipadamente terá tempo para pensar e agir de forma prudente, evitando prejuízos.

Aprenda a orçar de forma sistemática e correta e a interpretar balancetes e demonstrativos. Você terá em mãos informações que facilitarão sua vida e que lhe colocarão à frente de seus concorrentes.

O mundo hoje é veloz e voraz, e somente sobreviverão administradores que entenderem a fundo o que está ocorrendo em seus negócios, mudarem sua forma de gerenciar e anteciparem-se aos desafios que o mercado irá proporcionar.