Palestra de Investimentos

ANÁLISE DE INVESTIMENTOS

Um posto de combustível pode dar lucro e, mesmo assim, falir? Sim, se não houver um bom gerenciamento do fluxo de caixa, todo negócio pode enfrentar problemas financeiros e se tornar inviável, no médio e longo prazo.

Durante palestra realizada no Sindicomb, no último dia 27 de julho, o consultor Rodrigo Presser, da Presser & Gressler Consultores Associados, esclareceu aos associados que o lucro contábil nem sempre determina a verdadeira situação da empresa. Isto ocorre porque a apuração dos resultados, de acordo com a legislação brasileira, é realizada através do regime de competência, e não do regime de caixa, que define a saúde financeira das empresas, pois demonstra a real capacidade de pagamento de seus credores.

Presser afirmou que, ancorado somente nas demonstrações contábeis, a empresa estaria apurando seu lucro real, mas não a efetiva entrada do dinheiro. “O importante para a empresa não é somente a realização da venda em si, mas a efetiva entrada dos valores dessa venda”, explicou. É através do cálculo do fluxo de caixa que a empresa poderá direcionar suas políticas com os fornecedores e avaliar o quanto é possível vender a prazo, por exemplo. Segundo ele, as empresas podem estar até apresentando um lucro contábil, mas se o prazo fornecido aos clientes for maior que o de pagamento aos fornecedores, mais cedo ou mais tarde ela será obrigada a buscar capital extra, caso as vendas aumentem.

E qual é o valor real do seu negócio? Para o analista, o valor de uma empresa é determinado pela capacidade futura de gerar fluxos de caixa positivos, isto é, a avaliação não pode se limitar apenas à realidade atual, mas deve levar em conta seu potencial futuro. “Este valor é calculado no presente através de projeções como TIR, TER, TMA, VPL e Payback Descontado”, explica.  A análise do investimento vai apurar se o valor aplicado no negócio oferece uma rentabilidade superior a uma aplicação financeira de mercado, que oferece retorno com riscos baixos. “A empresa deve oferecer uma rentabilidade maior sobre o capital investido e que compense a exposição aos riscos inerentes ao negócio”. Ele salientou que, caso contrário, é preferível manter o capital aplicado ou investi-lo em outro negócio que apresente melhor taxa de retorno.

Presser salientou também que a análise dos balanços patrimoniais é tão importante quanto os cálculos financeiros, pois permite aos empresários a verificação dos indicadores e da situação atual do negócio e sua tendência, permitindo os ajustes necessários, antecipadamente.

Durante a palestra foram apresentados, ainda, modelos de planilhas de casos reais com projeções de investimentos onde os revendedores puderam verificar na prática os conceitos abordados e solucionar dúvidas sobre o assunto.

Escrito por Vânia Branco, Jornalista do Sindicomb e do Sindópolis